Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

...

preciso de chorar .

publicado por rascunhosdemimmesma às 21:21
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

...

as duvidas permanecem , as decisoes ja foram tomadas . o tempo passa e os sentimentos continuam .
publicado por rascunhosdemimmesma às 22:18
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

...

sera que ainda (me) queres ? eu tento acreditar em ti , nas coisas que me dizes . tento segurar-me nos carinhos que (ainda) me dás e aproveito o que consegues fazer de nós .
publicado por rascunhosdemimmesma às 21:58
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

...

era como se nada mais importasse . deixei que tirasses do meu bolso do casaco as chaves de minha casa . entras-te no meu canto como se ja fizesses parte daquele mundo a parte em que (sobre)vivo . elogias-te a decoração da sala , o ar arrujado da cozinha , o cheiro da casa de banho e o espaço do quarto . foi inevitavel imaginar como seria acordar e ver a tua roupa espalhada pelo chão . era o desejo a sobrepor-se á vontade .
publicado por rascunhosdemimmesma às 17:50
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

...

"É fácil saber se um amor é o primeiro amor ou não. Se admite que possa ser o primeiro, é porque não é, o primeiro amor só pode parecer o último amor. É o único amor, o máximo amor, o irrepetível e incrível e antes morrer que ter outro amor. Não há outro amor. O primeiro amor ocupa o amor todo. Nunca se percebe bem por que razão se começa. E acaba sempre mal só porque acaba. Todos os dias parece estar mesmo a começar porque as coisas vão bem, e o coração anda alto. E todos os dias parece que vai acabar porque as coisas vão mal, e o coração anda em baixo. O primeiro amor dá demasiadas alegrias, mais do que a alma foi concebida para suportar. É por isso que a alegria dói - porque parece que vai acabar de repente. E o primeiro amor dói sempre de mais, sempre muito mais do que aguenta e encaixa o peito humano, porque a todo o momento se sente que acabou de acabar de repente. O primeiro amor não deixa de parte um único bocadinho de nós. Nenhuma inteligência ou atenção se consegue guardar para observá-lo. Fica tudo ocupado. O primeiro amor ocupa tudo. É inobservável. É dificil sequer reflectir sobre ele. O primeiro amor leva tudo e não deixa nada. (...) Não deu em nada do que se quis. Não levou a parte nenhuma. O primeiro amor deveria ser o primeiro a esquecer-se, mas toda a gente sabe, durante o primeiro amor ou depois, que é sempre o último."
publicado por rascunhosdemimmesma às 19:01
link | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

regresso ou despedida ?

não precisava de pensar para saber que era a ti que queria . a indesição continha-te , sem te mover . nunca precisei de sentir aquele sufoco no peito para saber que era a ti que amava . o coração sempre te guardou .. mesmo nos momentos em que eu te tentei deixar para trás . depressa te tornas-te em mais do que eu mesma desejei . dei-te tudo de mim , e hoje não me arrependo . (..) sera que o amor tem segundas oportunidades ? sera que este é o nosso tempo ? perguntas que so mesmo o presente que se afutura podera desmaranhar . hoje quiz-te mais que nunca , e sei que te vou querer sempre . como tu dizes 'tu és tu' e por mais homens que haja na minha vida , has-de se-lo sempre . voltar a beijar-te , a abraçar-te com toda a força que tinha e não .. voltar a sentir o teu cheiro , o teu pescoço , voltar a sentir as tuas mãos frias na minha barriga .. as brincadeiras , as espenicadelas .. voltar a ter-te e a sentir-te ali .. foi tao unico . foi quase como se fosse a primeira vez $:

publicado por rascunhosdemimmesma às 21:27
link | comentar | favorito

you're my everything

'O tempo parece tao distante, e na realidade esta sempre tao presente. é algo extraordinariamente perfeito e tem a duraçao exacta para que tudo o que seja importante dure o tempo suficiente para ser inesquecivel. Eu, se pudesse... parava o tempo. Quero para-lo no passado, no futuro, mas principalmente agora (..) Arrancar tempo ao tempo e viver tudo outra vez, so que contigo junto a mim. Saber o teu cheiro, e o chocolate favorito, o calor do teu beijinho, a cor do teu pijama... Coisas que se partilham na vivencia dos dias. Quem sabe um dia tudo se torne real. Sempre ouvi dizer que para os sonhos se tornarem reais basta acreditar e lutar. Vou dar-te sempre o melhor de mim! És o meu segredo mais precioso'

publicado por rascunhosdemimmesma às 21:27
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

...

sera que valeu a pena ?

sabes as vezes que eu fiz essa pergunta a mim mesma ? e sempre acabei na mesma resposta . claro que valeu a pena . foste a melhor coisa que me aconteceu . o que tivemos , ninguem nos tira .

publicado por rascunhosdemimmesma às 18:48
link | comentar | favorito
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

ironia

é ironico não é ?

durante meses e meses desejei que voltasses , e agora que o fizeste já não sei se te quero .

publicado por rascunhosdemimmesma às 22:29
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 5 de Janeiro de 2008

30-12-1974 / 04-01-2008

É estranho entrar em tua casa e não te ver.
Ver as tuas fotos e não te conseguir tocar.
Não te poder ver sorrir.
Estranho é saber que não vemos o mesmo azul do céu.
É estranho ver a tua letra,
e no entanto a caneta estar imóvel sob uma mesa com pó.
É estranho ver o chão, a fogueira, o quadro, as tuas coisas
e saber que elas um dia te pertenceram,
que um dia elas foram tuas.
Hoje já não o são mais.
São simplesmente pedaços de papel, moedas e cartas
esquecidos por entre gavetas.
As memórias essas, mesmo o vento forte e a chuva de inverno não as levam.
Não estás aqui mais para me dares a mão, mas em todos os momentos
sou capaz de a sentir sempre por cima do meu ombro.

Os dias passam devagar, é triste ter que fazer da tua ausência um hábito, mas quero que saibas que todos os dias da minha vida te irei relembrar em tudo o que faça, nos meus filhos, netos, num pôr do sol, ou naquela estrela mais brilhante do céu.

publicado por rascunhosdemimmesma às 16:45
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. regresso ou despedida ?

. you're my everything

. ...

. ironia

. 30-12-1974 / 04-01-2008

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds